maio 31, 2019

ATOS EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA E CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA MOBILIZAM O RECÔNCAVO*

Nesta quinta-feira (30), o Recôncavo mostrou, mais uma vez, que não vai aceitar os desmandos que o governo Bolsonaro pretende fazer na educação pública e na previdência. Estudantes e professores/as da UFRB foram às ruas nas cidades em que a universidade está presente, fazendo atos em defesa da educação pública e contra a reforma da previdência.

Em Cruz das Almas, o movimento estudantil, com apoio da APUR e ASSUFBA, organizou uma aula pública na principal praça da cidade. Na oportunidade, foram debatidos temas como a reforma da previdência, o corte no orçamento das universidades federais e o uso de agrotóxicos.

Na cidade de Cachoeira, estudantes (secundaristas e universitários) e professores/as percorrem as principais ruas. Foram realizadas aulas públicas, debatendo sobre a reforma da previdência e o corte de verbas na educação, finalizando com recital de poesias na feira livre. Em Santo Antonio de Jesus, os/as manifestantes movimentaram bastante a cidade, parando o trânsito para mostrar à população a realidade dos cortes na educação pública e da reforma da previdência.

Feira de Santana foi tomada por manifestantes lutando pelo ensino de qualidade, gratuito e público, bem como contra a reforma da previdência. Amargosa também não ficou de fora da luta. Vale lembrar que a mobilização de hoje é um esquenta para a Greve Geral do dia 14 de junho. Mais do que nunca, é muito importante unirmos forças para barrarmos a reforma da previdência e forçar o governo a voltar atrás quanto ao corte no orçamento das universidades federais.

*Muitas das imagens que ilustram o texto foram tiradas por discentes, docentes e sindicatos parceiros.