junho 4, 2019

AUDIÊNCIA PÚBLICA EM SANTO ANTÔNIO DE JESUS DISCUTE O PAPEL DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO

Na noite de ontem (3), a Câmara Municipal de Santo Antônio de Jesus realizou uma audiência pública para tratar do “Papel do ensino superior público para Santo Antônio de Jesus e Região”. Proposta pelo vereador Uberdan Cardoso (PT) em diálogo com atores sociais da cidade, como o professor Denilson Lessa (professor da UNEB), e aprovada pela Câmara, a audiência foi um evento importante para a região. O mote principal foi a luta contra os cortes no ensino superior público, destacando-se o papel das instituições públicas de ensino superior na transformação social, na inclusão e na economia da região.

Compondo a mesa, o presidente da APUR, professor David Teixeira, pontuou que agora é o momento de luta pela manutenção das conquistas no ensino superior público nesse país. ”Após um período de expansão, agora é a hora de garantir a manutenção, a consolidação desse projeto que está ameaçado pelo governo Bolsonaro”, afirmou o professor. O professor David ainda destacou a importância desse debate estar articulado com a luta pelo direito democrático da liberdade de Lula, o principal responsável pelo projeto de expansão do ensino superior federal pelo país.

A professora Djenane Brasil, diretora executiva da APUR, relembrou a importância dos partidos políticos numa sociedade definida por uma democracia representativa e conclamou os políticos presentes a tomarem uma posição diante dos ataques que o ensino superior público vem sofrendo.

Um ponto importante que surgiu em algumas falas foi sobre o desenvolvimento das cidades em que a universidade está localizada. A presidente do sindicato dos comerciários, Anatália Mercês, lembrou que a UFRB, por exemplo, foi criada por demandas locais, e que muitos sonhos começaram a ser possíveis com a presença dessas instituições na região.

Outro ponto fundamental discutido na audiência foi a greve das universidades estaduais da Bahia, que completou 54 dias, e cujas demandas ainda não foram pautadas pelo governo do estado. O professor David Teixeira saudou os/as professores/as da ADUNEB, que estão no segundo mês de greve, e se dirigiu às lideranças políticas presentes para que exigissem do governador Rui Costa o atendimento imediato da pauta dos professores das universidades estaduais da Bahia.

Por fim, o vereador Uberdan Cardoso fez a proposição de que se crie um Plano Diretor para o Ensino Superior Público, composto por representantes das instituições sitiadas na cidade (UNEB, UFRB e IFBA) a fim de contribuir para a plena continuidade das ações das mesmas e seu papel social transformador. A audiência foi gravada e será redigida uma ata a ser encaminhada para representações políticas no intuito de que exerçam o papel que lhes é designado pelo voto: representar os interesses do povo.

Além do presidente da APUR, a mesa da audiência ainda contou com outras representações da UFRB, o reitor Silvio Soglia e a diretora do Centro de Ciências da Saúde (CCS), professora Flávia Conceição.

Também estiveram presentes a vice-reitora da UFRB, Georgina Gonçalves e demais docentes do CCS.