Colegas da UFRB,

Colegas da UFRB,

Estamos nos aproximando de mais um final de ano! Um ano extremamente difícil para toda a população mundial, que foi pega de surpresa com a pandemia do coronavírus, que já levou muitas vidas. Infelizmente, 2020 será um ano que todos nós gostaríamos de esquecer.

Não bastasse o enfrentamento à pandemia, tentando cuidar de nós e dos nossos, ainda tivemos que travar batalhas contra um governo autoritário e genocida, que desdenhou da gravidade da pandemia, mesmo o país perdendo inúmeras vidas todos os dias. Além disso, o governo Bolsonaro aproveitou o momento para efetuar mais ataques à educação, anunciando cortes no orçamento, e aos servidores e serviços públicos por meio da proposta de reforma administrativa. Não podemos esquecer a autonomia universitária que vem sendo totalmente desrespeitada. Não restam dúvidas, não há saídas positivas com este governo.

No entanto, nem o isolamento social e nem os constantes ataques do governo diminuíram as nossas ações de luta em defesa de nossa categoria. Conseguimos manter a nossa comunicação ativa, sempre atentos às necessidades dos/as filiados/as. Fizemos reuniões sindicais com todos os centros da UFRB, e fortalecemos a articulação com os sindicatos da região. Uma decisão acertada, já que a partir delas surgiram pautas e orientação para nossas ações.

É verdade que estamos vivendo uma situação atípica, mas também é verdade que nós professores/as seguimos em frente na luta pelos nossos direitos e em defesa do nosso país. Mas 2021 está se aproximando, e ainda temos muitas batalhas para travar.

Infelizmente, a pandemia e a crise econômica ainda não acabaram, então, enfrentá-las se faz urgente e necessário. Para tanto, é imprescindível defender o SUS, a ciência, a educação pública e a democracia. Temos muitas frentes de lutas, por isso é importante que todos/as se cuidem, pois contamos com todos e todas vocês para construirmos um 2021 de grandes conquistas.

A APUR deseja um bom final de ano e um feliz 2021 a todos/as docentes da UFRB!

Cruz das Almas, 22 de dezembro de 2020.