maio 14, 2019

DOCENTES DA UFRB APROVAM ADESÃO À GREVE NACIONAL DA EDUCAÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA

Em assembleia nessa segunda-feira (13), no CETENS, os/as docentes da UFRB aprovaram a participação da categoria na Greve Nacional da Educação em defesa da educação pública e contra a reforma da previdência, que ocorrerá nesta quarta-feira (15), com manifestações em todo Brasil.

Diante do bloqueio de 30% no orçamento das universidades federais, os/as docentes foram unanimes em aprovar a participação na greve. A UFRB, que já vinha sofrendo com os cortes desde 2015, terá um bloqueio de 16 milhões de reais. Para o presidente da APUR, David Teixeira, no cenário que está colocado, não há planejamento que consiga resolver a situação: “Não há outra alternativa. Precisamos ir à lutara para revertermos o corte no orçamento”, defendeu o presidente.

O professor Luiz Nova colocou que não adianta nos apegarmos a percentuais, pois o que precisamos é aprender a desenvolver a luta política. O professor foi categórico ao afirmar que a universidade pública e o ensino público estão ameaçados, sendo assim, não teria como conseguir resolver o problema dos cortes sem uma base social ampla. Uma fala que foi corroborada por muitas outras que afirmaram a necessidade da luta extrapolar os muros da universidade, buscando alianças com outros setores e movimentos sociais.

A conjuntura se mostra extremamente difícil para a educação pública, o que leva a categoria docente da UFRB a pensar nas estratégias para o enfrentamento. Na visão do professor Kleber de Souza, é necessário mostrar a cara da universidade para a sociedade, mostrar o que é feito no cotidiano. Ou seja, é urgente que se tornem públicos as pesquisas e os cursos de extensão que a universidade desenvolve.

Além da greve nacional da educação, a assembleia ainda aprovou a adesão à greve geral do dia 14 de junho contra a reforma da previdência. Mostrando que o momento é de unidade na luta pela universidade, discentes do CETENS estiveram presentes na assembleia, e reforçaram o convite para a atividade do dia nacional de greve em Feira de Santana.

Para esta quarta-feira (15), a direção da APUR convoca a categoria docente para participar das atividades que estarão ocorrendo nas cidades em que a UFRB está localizada.