fevereiro 10, 2020

INFORME DA DELEGAÇÃO DA APUR NO 39º CONGRESSO NACIONAL DO ANDES-SN

A APUR esteve presente no 39º Congresso Nacional do ANDES-SN, realizado nos dia 04 a 08 de fevereiro, na USP. Duas importantes decisões já aprovadas pelas assembleias da APUR não foram aprovadas em plenário, que foram: a imediata desfiliação do ANDES-SN da CSP-Conlutas e a participação do ANDES-SN no Fórum Nacional Popular de Educação, onde está presente a maioria das representações das organizações defensoras da educação brasileira; o que consideramos um equívoco, uma vez que ambas as decisões criam uma entrave para o nosso sindicato nacional avançar na unidade com os demais trabalhadores da educação e de outros setores nas lutas unificadas.

O CONGRESSO

Foi o maior congresso da história do ANDES-SN, com a presença de 86 seções sindicais, 460 delegados/as e 178 observadores/as. O debate da conjuntura se concentrou na necessidade de construir e fortalecer a unidade de todos os setores dos servidores públicos e demais trabalhadores para reagir aos ataques do governo Bolsonaro. A necessidade de lutar para revogar as Reformas da Previdência na rede federal, nos estados e municípios é crucial. No âmbito da categoria docente a luta deve se concentrar nas condições de trabalho, em defesa da Educação Pública, das Instituições Públicas de Ensino e do desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação.

CALENDÁRIOS DE LUTAS DAS FEDERAIS E A CONSTRUÇÃO DA GREVE DOS PROFESSORES

Em virtude da defasagem salarial, da perda real no salário líquido já no mês de março, da Reforma da Previdência, da redução do orçamento das Universidades Federais para 2020, dos limitados recursos para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação, e pela ameaça da Reforma Administrativa anunciada por Bolsonaro, foi aprovado um calendário de atividades específicas para construção da Greve do Setor das Federais, ficando todas as seções sindicais responsáveis por realizar assembleias até o dia 13/3, com reunião do setor para o dia 14 e 15/3 em Brasília. Foi aprovado também a construção de uma grande Greve da Educação no dia 18/3, acompanhando todos os sindicatos da educação básica e superior do país.

ELEIÇÕES DA DIREÇÃO NACIONAL DO ANDES -SN

O congresso aprovou o regime eleitoral, e duas chapas foram inscritas: A chapa 1 – com os nomes das professoras Rivânia Assis (UERN), Maria Regina Moreira (UFSC) e o professor Amauri Fragoso (UFCG) para a presidência, secretaria-geral e tesouraria, respectivamente; e a chapa 2 – com nos nomes da professora Celi Taffarel (UFBA) como presidente, professor Luis Antônio Pasquetti (UnB) como secretário-geral e o professor Paulo Opuszka (UFPR) como 1º Tesoureiro. A votação acontecerá no mês de maio, e para votar nas eleições, conforme regimento, os professores terão que ser filiados até o dia 12/02/2020, e precisarão estar em dia com suas contribuições até o mês de março de 2020.

Conforme deliberação de nossa assembleia, foram delegados da APUR o Prof. David Teixeira, a Profa. Maicelma Souza, o Prof. Juliano Campos e o Prof. José Arlen Matos, e como observadores a Profa. Fernanda Dias e o Prof. Aroldo Félix (por solicitação da diretoria).