REUNIÃO COM A REITORIA DA UFRB DISCUTE POSSIBILIDADE DE ATIVIDADES HÍBRIDAS NO PRÓXIMO SEMESTRE

REUNIÃO COM A REITORIA DA UFRB DISCUTE POSSIBILIDADE DE ATIVIDADES HÍBRIDAS NO PRÓXIMO SEMESTRE

Na tarde de ontem (19), a diretoria da APUR participou de uma reunião com a reitoria da UFRB para discutir o formato do semestre acadêmico da graduação 2021.1. A reunião, que foi convocada na última sexta-feira (16), ainda contou com a participação da representação da Assufba e da representação docente e de técnicos no CONSUNI.

Na reunião, a reitoria apresentou a proposta de discutir a possibilidade de ofertar atividades híbridas para o próximo semestre, mantendo-o ainda preferencialmente remoto. A reitoria defendeu que tal proposta se justifica pelo fato de estar recebendo inúmeras demandas de vários cursos que já não conseguem mais desenvolver atividades apenas no formato remoto, sobretudo os estágios.

A proposta é dar autonomia aos centros, e principalmente aos colegiados, para apresentar as possibilidades de atividades remotas híbridas, ou seja, quais atividades poderiam ser desenvolvidas neste formato, contanto que respeitassem os protocolos de biossegurança da universidade. Seria uma proposição gradual e com contingente menor de estudantes e que, caso em novembro ocorra alguma mudança nos indicativos epidemiológicos de agravamento da crise sanitária, a reitoria se compromete a suspender as atividades híbridas e a manter apenas atividades remotas.

A reitoria ainda informou que os membros da comunidade, tanto professores, técnicos e estudantes, que tenham comorbidades terão seus direitos de não participar de atividades presenciais respeitados. Assim que tiver demandas de atividades híbridas, a gestão irá apresentar quais dessas demandas poderão ser atendidas a partir das condições estruturais da universidade.

Após ouvir as colocações da reitoria, a diretoria da APUR destacou que a sua posição é que o ensino presencial é insubstituível e que o defende, entretanto, esse ensino presencial precisa ser ofertado com segurança, observando os riscos da pandemia, o que demanda um amplo debate na comunidade e uma avaliação das condições objetivas do semestre 2021.1.

A diretoria da APUR já estava planejando fomentar esse debate, por isso vem agendando uma rodada de reuniões sindicais nos centros para, dentre outras coisas, discutir essa questão. Entretanto, entende que, em função da complexidade do tema, será necessário tempo para amadurecer o entendimento em relação às possibilidades de atividades presenciais. Sendo assim, apresentou à reitoria a proposta de que esse ponto de pauta fosse suspenso das próximas reuniões do CONAC e CONSUNI, para que nada fosse deliberado, porque entende que seja necessário um tempo maior para fomentar o debate na universidade.

Para justamente ajudar no debate, a diretoria da APUR também solicitou um relatório consolidado sobre as condições estruturais da UFRB para desenvolver atividades na universidade, principalmente pela diversidade em relação às condições nos diferentes centros, em especial porque nesse momento é sabido que a ventilação e a ocupação desses espaços são critérios importantes quando se trata de atividades presenciais.

A diretoria da APUR entende que sua tarefa é levantar e organizar as reivindicações da categoria em relação ao retorno de atividades presenciais. Nesse sentido, convoca os professores e as professoras a participar das reuniões sindicais nos centros, que serão realizadas nas próximas semanas para, dentre outras coisas, debater essa questão e construir nossa pauta de reivindicações.