julho 24, 2019

ATO PELA AUTONOMIA UNIVERSITÁRIA EXIGE NOMEAÇÃO DA REITORA ELEITA

Indicado pelo Conselho Diretor do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) e apoiado pela APUR, ASSUFBA e Movimento Estudantil, ocorreu, nesta quarta-feira (24), o Ato em Defesa da Autonomia da UFRB. Além da autonomia universitária, o evento foi uma defesa da nomeação da professora Georgina Gonçalves, eleita reitora pela comunidade universitária, e também indicada na lista tríplice do CONSUNI.

O diretor do CAHL, professor Jorge Cardoso, explicou que todo o processo de indicação do nome da professora Georgina foi considerado correto pelas instâncias jurídicas do MEC, pelo Ministério Público Federal e pela própria justiça, por isso a comunidade acadêmica se reuniu para apoiar a nomeação imediata da reitora eleita.

Reiterando a posição da direção e a discussão que foi feita na última assembleia da categoria, o professor José Santana, tesoureiro da APUR, foi categórico ao afirmar que o sindicato entende que somente a nomeação da professora eleita pela comunidade é válida. “A APUR conclama que toda a comunidade fique em alerta máxima, inclusive para ações mais fortes, para não permitir que ações nefastas contra a autonomia universitária tomem curso. A comunidade precisa entender que o que está em jogo é o futuro da UFRB”, finalizou o professor.

O ato ainda contou com representação do ANDES (estiveram presentes representantes da Regional Nordeste III e do Fórum das ADs), UNE, CRESS, Levante Popular da Juventude, entre outras organizações.