COMUNICADO

COMUNICADO

VACINAÇÃO DAS/OS PROFESSORAS/ES DE AMARGOSA

Assim que a diretoria da APUR tomou ciência do comunicado da Prefeitura Municipal de Amargosa informando que as/os profissionais da educação, com 40 anos ou mais, vinculados às instituições de ensino superior, não comporiam o grupo que seria vacinado, solicitou melhores esclarecimentos sobre essa medida à gestão municipal.

Fomos informados que o Ministério da Saúde encaminha as vacinas discriminadas por grupos e categorias. Desta vez, sem nenhuma explicação, não enviou as vacinas destinadas às/aos profissionais da educação do ensino superior. Destacaram que a Secretaria Municipal de Saúde vem realizando a campanha de vacinação contra a COVID-19 conforme essas orientações.

Em atendimento à solicitação da APUR para seguir o mesmo processo dos grupos etários anteriores, o prefeito Júlio Pinheiro, em diálogo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), avaliou a situação e decidiu manter as/os profissionais da educação que atuam no nível superior no grupo das/os trabalhadoras/es da educação com 40 anos ou mais que vem sendo vacinado na cidade. Desse modo, os professores e as professoras da UFRB que trabalham em Amargosa poderão, a partir de amanhã, dia 26 de maio, se dirigir ao local de vacinação para receberem a 1ª dose da vacina contra a COVID-19.

É preciso registrar que a direção do CFP e a reitoria da UFRB participaram ativamente desse processo. Aproveitamos para saudar o prefeito de Amargosa por atender nosso pleito.

Por fim, importa ressaltar que a campanha de vacinação contra a COVID-19 se realiza num ritmo muito lento em todo o Brasil, postergando as consequências da pandemia e aprofundando o sofrimento do povo brasileiro. Tudo isso porque o governo Bolsonaro vem sabotando o combate à COVID-19 e se recusou a comprar vacinas.

VACIANAÇÃO PARA TODOS PELO SUS!

FORA BOLSONARO!