Dia 16 de Março, É dia de Mobilização! Campanha Salarial 2022 e Defesa da UFRB

Dia 16 de Março, É dia de Mobilização! Campanha Salarial 2022 e Defesa da UFRB

Na última assembleia a APUR aprovamos a adesão ao calendário de lutas do FONASEFE. É necessário aumentarmos a pressão para que o Governo Bolsonaro abra negociações. Assim, amanhã, 16 de março, é dia nacional de paralisações, mobilizações e manifestações.

O orçamento das universidades vem sendo literalmente esvaziado, desde 2014 contamos a cada ano com menos recursos de custeio e investimento. Este último praticamente inexiste atualmente. Além disso, a última reposição salarial do funcionalismo público federal ocorreu há 5 anos, sem alcançar a inflação do período. Essa situação associada à aceleração da inflação vem reduzindo significativamente o nosso poder de compra. Entendemos que essa é a receita para o sucateamento dos serviços públicos: menos recursos investidos + salários defasados =precarização das condições de funcionamento da UFRB.

Ressalte-se ainda que nesse interstício tivemos aumento na alíquota de contribuição previdenciária, fruto da reforma da previdência realizada pelo Governo Bolsonaro, que significou na prática redução dos salários. E que os auxílios alimentação, saúde complementar e assistência pré-escola estão congelados há 6 anos.

A recomposição inflacionária é um direito! A ampliação de verbas para a UFRB é uma necessidade! Temos que defender essa conquista do povo baiano!

Dessa forma, a diretoria da APUR estará organizando panfletagens em Amargosa, às 9 horas, com concentração em frente à Casa do Duca, e em Cruz das Almas, também às 9 horas, com concentração em frente ao Banco do Brasil. E às 19 horas, as redes sociais da APUR retransmitirão simultaneamente a Live “Campanha Salarial 2022: reposição salarial Já”, promovida pela SEDUFSM (Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal de Santa Maria) e apoiada pela APUR.

Convidamos todas e todos colegas a se engajarem nessa luta.

Recomposição de 19,99% para todas e todos, Já!

Mais verbas para a UFRB!

Quem tem sindicato nunca está só!